Home Empresa Cliente Net Eventos Boletim Trabalhe Conosco Clipping Links SAC
Resenha Médica 
 
Tabelas Prática 
 
Agenda de Obrigações 
 
Legislação 
 
Consulte Empresa 
 
Notícias 
 
Contato 
 
Terceiro Setor 
 
Destaques 
 


Selecione a data do Boletim que deseja visuallizar.


INFORMATIVO - MARÇO DE 2019

 

INFORMATIVO - MARÇO DE 2019

 

 

IMPOSTO DE RENDA 2019

A entrega da declaração começa nesta quinta, 7 de março e termina no dia 30 de abril. A tabela para o cálculo foi reajustada em 4%. As fontes pagadoras são obrigadas a entregar todos os informes de rendimento até 20 de fevereiro. Os comprovantes de gastos dedutíveis com médicos, educação e outros, devem ser solicitados aos prestadores de serviços. A partir de 2019 é obrigatório informar o CPF de todos os dependentes, não importando a idade. A alíquota efetiva deve constar ao lado dos valores a pagar ou a receber e este ano é obrigatório informar os detalhes dos bens.  A multa por atraso é de no mínimo R$ 165,74 e no máximo 20% do imposto devido.  A vantagem de se adiantar a entrega é a possibilidade de fazer ajustes ou retificar a declaração para corrigir erros ou acrescentar dados, antes do prazo final ou até fazer a alteração do modelo de declaração, caso necessário. Outro ponto positivo é que, quanto antes entregar, maiores são as chances de receber a restituição nos primeiros lotes. Este ano, devem declarar as pessoas que obtiveram em 2018 ganho de capital por meio de alienação de bens e direitos ou fizeram operações em Bolsas de Valores; quem teve rendimento tributável superior a R$ 28.559,70; quem recebeu rendimentos não tributáveis ou tributados na fonte superior a R$ 40 mil; pessoas com renda de atividade rural superior a R$ 128.308,50; com propriedades de bens ou direitos superior a R$ 300 mil; quem passou à condição de residente no Brasil em 2018; quem pretenda compensar  prejuízos de atividade rural e quem escolheu pela isenção sobre ganho de capital na venda de imóveis residenciais. Fique atento: sonegação do imposto de renda, mesmo não proposital, é considerado crime, com punições que variam de 150% sobre o valor devido a 2 anos de reclusão, por isso, não deixe de entregar dentro do prazo. A SOMED tem mais de 40 anos de experiência e pode auxiliar com sua declaração. Consulte-nos.

 

DESTINE PARTE DE SEU IMPOSTO DE RENDA

Ao invés de entregar o total do imposto devido para o governo, contribua para que milhares de crianças carentes possam ter uma vida melhor, doando diretamente no programa gerador da Declaração de IR. As contribuições só poderão ser feitas até o limite de 3% do imposto devido e só pode fazer essa destinação o contribuinte que declara no modelo completo. Você pode direcionar a uma ou mais entidade ou projeto cadastrado nos FUNCAD - Fundos de Direitos da Criança e do Adolescente.

 

CPF DOS DEPENDENTES

Obrigatório para todas as idades, o documento pode ser feito nas agências dos Correios mediante a apresentação de RG ou certidão de nascimento. A taxa custa R$ 7,00 e o documento sai na hora. Menores de 16 precisam estar acompanhados dos pais ou responsáveis. Adultos entre 18 e 70 anos, além do RG, precisam apresentar também o título de eleitor. 

 

BILHETE ÚNICO - NOVAS REGRAS - DECRETO Nº 58.639/2019 

Pelo decreto ficou estabelecido que somente serão comercializados o bilhete único personalizado, com a impressão de dados pessoais e foto do titular. As mudanças nas regras da integração também foram grandes: mediante o pagamento de uma única tarifa, podem ser realizadas até 4 embarques nos ônibus para o usuário Comum e para o Estudante Meia-Tarifa; para usuário de Vale-Transporte, 2 embarques nos ônibus no período de 3 horas, antes, o sistema permitia 4 embarques em até 2 horas. Em relação a integração, se forem dois ônibus, o passageiro continua pagando apenas o valor de um, se o outro embarque for na CPTM ou Metrô, o passageiro terá que pagar a diferença. Possibilidade de emissão de bilhetes virtuais ou em mídias que não sejam o atual cartão de plástico, e poderá ser usado em modais não motorizados ou mesmo no transporte individual. O Decreto entra em vigor no dia 1º de março de 2019. Quanto às integrações, por exemplo, em 90 dias após a data de sua publicação. Créditos podiam ser usados em até 5 anos agora somente até 1 ano.

 

HONRE-NOS COM SUA VISITA: www.somed.com.br