Home Empresa Cliente Net Eventos Boletim Trabalhe Conosco Clipping Links SAC
Resenha Médica 
 
Tabelas Prática 
 
Agenda de Obrigações 
 
Legislação 
 
Consulte Empresa 
 
Notícias 
 
Contato 
 
Terceiro Setor 
 
Destaques 
 


Selecione a data do Boletim que deseja visuallizar.


MARÇO / 2020

INFORMATIVO - MARÇO 2020

 

 

IMPOSTO DE RENDA 2020

A entrega da declaração começou no dia 02 de março e termina no dia 30 de abril. 2020 traz duas novidades. A primeira é a não dedutibilidade da contribuição patronal previdenciária do empregado doméstico. Com isso, o contribuinte que tem regularizado esse tipo de contratação deixa de se beneficiar de até R$ 1.251,00 do incentivo fiscal por registrar um doméstico. Além disso existe a necessidade de o contribuinte incluir informações complementares sobre alguns tipos de bens, tais como: imóveis, veículos, aeronaves e embarcações, bem como conta corrente e aplicações financeiras. As informações são:

a. Imóveis - data de aquisição, área do imóvel, Inscrição municipal (IPTU), registro de inscrição no órgão público e registro no cartório de Imóveis;

b. Veículo, aeronaves e embarcações - número do RENAVAM e/ou registro no correspondente órgão fiscalizador;

c. Contas correntes e aplicações financeiras - CNPJ da instituição financeira.

Estão obrigados a declarar o Imposto de Renda:

- Quem recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70;

- Quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;

- Quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens e direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

Relativamente à Atividade Rural, devem declarar:

- Quem obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50;

- Pretenda compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2018;

- Quem teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00;

- Quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nesta condição se encontrava em 31 de dezembro; ou

- Quem optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital aferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias contados da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005. A SOMED tem mais de 40 anos de experiência e pode auxiliar com sua declaração. Consulte-nos.

 

 

DESTINE PARTE DE SEU IMPOSTO DE RENDA

Ao invés de entregar o total do imposto devido para o governo, contribua para que milhares de crianças carentes possam ter uma vida melhor, doando diretamente no programa gerador da Declaração de IR. As contribuições só poderão ser feitas até o limite de 3% do imposto devido e só pode fazer essa destinação o contribuinte que declara no modelo completo. Você pode direcionar a uma ou mais entidade ou projeto cadastrado nos FUNCAD - Fundos de Direitos da Criança e do Adolescente.

 

 

RECEITA FEDERAL AVISA SOBRE NOVO GOLPE

Trata-se de notificação postal falsa por meio da qual se exige pagamento de um suposto tributo. A falsa carta indica que o contribuinte estaria com uma pendência em seu CPF e que, para regularizar a situação, precisaria quitar o chamado Imposto Verificador de Score Concretizado, tributo inexistente. A Receita Federal explicou em comunicado oficial que não fornece dados bancários para o recolhimento de tributos federais via depósito ou transferência. O recolhimento de tributos é feito via Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf).

 

 

 

 

HONRE-NOS COM SUA VISITA: www.somed.com.br